2016-11-29
Reabilitação energética urbana:da escala do edifício para a escala da cidade
Claudia Sousa Monteiro, André Pina*

O projecto Suscity, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia ao abrigo do programa MIT Portugal, tem como objectivo o desenvolvimento de novos serviços que possam apoiar a transição para cidades mais sustentáveis.

 

De acordo com dados da Comissão Europeia, os edifícios são responsáveis por aproximadamente 40 % do consumo de energia. Contudo, cerca de 35 % do stock de edifícios urbanos tem mais de 50 anos, constituindo uma óptima oportunidade para a implementação de medidas de reabilitação que promovam a eficiência energética.

O consumo de energia em cada edifício é determinado pelas suas características geométricas e construtivas, assim como pelos sistemas neles existentes e pela forma como as pessoas os utilizam. No entanto, as cidades são sistemas dinâmicos e complexos, com uma grande diversidade de edifícios, pelo que a quantificação do consumo de energia edifício a edifício rapidamente se torna numa tarefa difícil de pôr em prática. Desta forma, começam a surgir novas abordagens à modelação de energia de edifícios à escala urbana.


De forma a apoiar o desenvolvimento e aplicação destas novas metodologias de modelação,  André Pina, investigador de pós-doutoramento a desenvolver trabalho no âmbito dos sistemas de modelação de energia, encontra-se a coordenar a participação do IST em dois projectos na temática das cidades inteligentes: o Suscity e o Sharing Cities. O projecto Sharing Cities (http://www.sharingcities.eu), financiado pela Comissão Europeia, tem como principais focos a partilha e implementação de soluções em Lisboa, Londres e Milão que permitam a criação de novos mercados, promovendo o crescimento económico, enquanto aumenta a sua eficiência no uso de recursos.  


O objectivo do trabalho desenvolvido actualmente pela investigadora Cláudia Sousa Monteiro, doutoranda do programa MIT-Portugal em Sistemas Sustentáveis de Energia no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, é desenvolver um modelo de caracterização de arquétipos de edifícios e modelação de energia em ambiente urbano que sirva como ferramenta de suporte a decisões mais informadas no âmbito do planeamento urbano sustentável e de redução do consumo energético. Este trabalho permitirá desenvolver melhores estratégias de adopção de práticas energéticas mais eficientes, com impactes na redução do consumo de energia e emissões de CO2, por parte dos cidadãos, empresas e decisores políticos.

 

 

* IN+, Center for Innovation, Technology and Policy Research | Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa



Leia este artigo na íntegra na edição de Novembro/Dezembro da Edifícios e Energia, já em circulação. Saiba mais aqui.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições