2018-10-03
Vulcano “faz parte” da vida dos portugueses e impulsiona inovação com novos produtos e serviços
Filipa Cardoso

Durante os últimos 40 anos, estar próximo dos portugueses tem sido um lema da Vulcano. “Faz parte” e “inovação” foram duas das expressões mais repetidas no último sábado, no Altice Arena em Lisboa, durante a apresentação da nova gama de produtos 2018 da marca portuguesa de soluções de água quente. Na cerimónia, que contou com o apresentador Jorge Gabriel como anfitrião, estiveram presentes mais de 550 convidados, entre parceiros e jornalistas, que puderam conhecer, em primeira mão e entre outras novidades, os novos esquentadores e o Instituto de Formação da Vulcano.

 

A nova gama é composta pelos modelos Sensor Connect 2, Sensor Compacto 2 (exaustão ventilada e estanque), Sensor Ventilado (exaustão ventilada), Click! HDG 2, Click! 2 e tic-tic 2 (exaustão natural) e vem reforçar o conceito de “Inteligência Verde”, coincidindo com a entrada em vigor da terceira fase da directiva europeia para o ecodesign, ErP. De forma geral, a ErP estabelece requisitos mais exigentes aos níveis da concepção ecológica dos produtos, importação e fabrico. Nesta terceira fase, em vigor desde 26 de Setembro último, são impostos requisitos mínimos no que refere à emissão de NOx dos equipamentos.

 

“Desde a entrada em vigor da directiva energética ErP em 2015 que a Vulcano tem vindo a acompanhar e a implementar medidas que respondam de forma eficaz às metas fixadas pela Comissão Europeia. Neste sentido, e numa altura em que se assinala a terceira fase da implementação desta directiva é o momento de a Vulcano reforçar o conceito Inteligência Verde, através da apresentação ao mercado de novos esquentadores que cumprem inteiramente os requisitos comunitários. Assim, e nesta fase, a Vulcano não só cumpre com a directiva energética como também propõe melhores níveis de eficiência, promovendo a inovação e contribuindo para um ambiente cada vez mais verde. Este nosso compromisso foi fundamental para conseguirmos desenvolver esquentadores, como os que agora apresentamos, que conseguem atingir valores mais baixos de emissões de NOx”, afirmou Nadi Batalha, coordenadora de marketing da Vulcano.

 

Mobilidade, digitalização, eficiência energética são, hoje, conceitos que fazem parte do dia-a-dia e orientam a actuação do grupo Bosch, do qual faz parte a Vulcano. A nível mundial, o grupo está presente em quatro áreas de negócio: Soluções de Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Tecnologia de Energia e Edifícios. João Fernandes, CEO da marca, deu conta de um crescimento de 6,7 % do grupo no último ano, avançando que a base para a inovação dos produtos é o facto de 10% da facturação do grupo ser investida em Investigação e Desenvolvimento (I&D). Em Portugal, a divisão dedicada à termotecnologia registou uma facturação na ordem dos 274 milhões de euros, tendo sido fabricados mais de 1,3 milhões de esquentadores, 7000 bombas de calor e 61 000 caldeiras murais a gás.

 

Importante é também a inovação nos serviços, reforçou, por sua vez, Gioconda Magalhães, directora ibérica de Pós-venda, Formação e Projectos. Nesse sentido, surge, agora, o Instituto de Formação Vulcano, cujo objectivo é investir no desenvolvimento de competências dos profissionais do sector, com vista a uma prestação de serviços com maior qualidade e mais qualidade. O Instituto terá mais de 20 formações específicas, abrangendo as áreas técnica, comportamental e de gestão.

 

Tudo isto, sem esquecer de que, no início deste ano, a Vulcano lançou uma nova imagem. “Manter a proximidade com o mercado” foi, segundo Nadi Batalha, um dos propósitos da mudança, que introduziu os quatro ícones relativos aos segmentos de mercado em que a Vulcano actua – AQS, Solar Térmico, Aquecimento e Ar Condicionado.

 

Entre as tendências inegáveis está a digitalização e esse é um caminho que a marca do grupo Bosch tem estado a explorar, esperando-se mais novidades para breve, garantiu a responsável de marketing, anunciando o lançamento, até ao final deste ano, de uma plataforma de leads que vai “unir” parceiros e consumidores. “A transformação digital não é uma opção, é uma realidade”, afirmou Nadi Batalha.             

                                     

A Vulcano iniciou a sua actividade em Portugal em 1977, dedicando-se ao fabrico e comercialização de esquentadores a gás. Desde aí, a marca tem vindo a alargar o seu portefólio de soluções de água quente e aquecimento, incorporando também tecnologias de energias renováveis, como solar térmico e bombas de calor, e entrando no mercado do ar condicionado em 2010.

ASSINE JÁ
aceito os termos e condições